7 dicas sobre a mistura das cores que deves conhecer

Estas dicas sobre a mistura das cores são as mais importantes que alguma vez receberas… Porque? Porque o mais importante para pintar como deve ser é conhecer e saber manejar as cores a nossa vontade.

A cor e o pigmento oferecem tantas possibilidades na pintura e tantas variantes diferentes que um artista pode dedicar a vida inteira a explorar as cores, a teoria da cor e a mistura de cores.

A mistura de cores é algo que muitas vezes agonia os iniciantes e os faz se afastarem da técnica por acharem que é muito complicado.

Aqui encontrarás 7 dicas sobre a mistura das cores que te ajudarão a ultrapassar algumas complicações.

Mas não há duvida alguma que só aprenderás a serio, se enfrentas o desafio de misturar. Só Misturando por ti próprio poderás aprender como funciona esta mecânica da mistura das cores.

O pior que pode acontecer é que produzas cores neutras e sem vivacidade. Mas podes sempre utiliza-las para misturar com branco e trabalhar uma escala tonal ou aplicar como primário sobre a superfície da tela.

Aqui estão as 7 dicas sobre a mistura das cores que deves conhecer para compreender melhor a cor e melhorar as tuas pinturas.

dicas sobre a mistura das cores

Dica #1

Podes obter todas as cores que necessitas a partir das três cores primarias.

As três cores primárias são vermelho, amarelo e azul.

Essas cores não podem ser feitas a partir da combinação de outras, mas essas três cores, quando combinadas de diferentes formas e em proporções variadas, podem criar uma grande variedade de matizes.

Exercício:
Tente limitar a tua paleta de cores com qualquer vermelho, amarelo e azul, mais o branco por algumas semanas.
Aprenderás muito sobre como as cores interagem umas com as outras.

Podes começas com as versões quentes de cada primário e depois com as versões frias de cada primário e analisa as diferenças.

Posso te ajudar com uma alternativa:

  • Podes utilizar alizarin crimsom (vermelho frio), azul ultramarino (azul frio) e amarela de cádmio claro ou amarelo hansa (amarelo frio).
  • Ou podes utilizar vermelho cadmio (vermelho quente), azul phtalo (azul quente), amarelo cadmio (amarelo quente)
  • Mas atenção, estas não são as únicas alternativa de primários que podes escolher.

Dicas sobre as misturas das cores

Dica #2

Em cor, tudo tem a ver com relações.

Não há uma cor certa para uma pintura. Existe apenas uma cor correta em relação às outras cores à sua volta.

Todas as cores afectam as cores adjacentes a ela e. Por sua vez, estas são afectadas pela cor adjacente, conforme observado e explicado pela lei de contraste simultâneo.

É por isso que é possível criar uma representação de uma pintura com uma paleta limitada, que tenha uma harmonia de cores bonitas, mesmo que a cor da pintura possa não ser aquela que especificamente vê no mundo real.

Dica #3

Adicionar escuro ao claro

É preciso apenas um pouco de cor escura para mudar uma cor clara. Mas é preciso muito mais quantidade de uma cor clara, para mudar uma cor escura.

Então, por exemplo, adicione sempre azul ao branco para escurecer, em vez de tentar aclarar o azul adicionando branco.

Dica #4

Adicionar opaco ao transparente

Como deves saber, existem cores opacas e cores transparentes.

Assim sendo procura adicionar um pouco da cor opaca ao transparente, e não ao contrário. A cor opaca tem uma força ou influência muito maior do que uma cor transparente.

Dica #5

Procura utilizar um único pigmento ou poucos pigmentos

Para obter resultados mais brilhantes e intensos, verifica sempre que as duas cores que estas a misturar são feitas apenas de um único pigmento. Assim estarás misturando apenas dois pigmentos.

As tintas de qualidade “artista ou profissional” normalmente listam o(s) pigmento(s) em uma cor no rótulo do tubo.

Dica #6

Misturando os cinzas e castanhos perfeitos.

Para obter os castanhos e cinzas “ideais ou perfeitos” que se harmonizam com a tua pintura, deves misturar a partir dos complementares (vermelho/verde, amarelo/roxo, azul/laranja) que possuas na tua paleta

Nunca os obtenhas estas cores a partir de tintas que não estas a utilizar na tua paleta de pintura.

Variando as proporções de cada cor criarás uma ampla gama de matizes.
Dicas sobre as cores cinzas e castanhas

Dica #7

Não exageres na mistura ou não sobre mistures

Ao invés de misturar completamente duas cores da tua paleta, pára um pouco antes que as cores estejam totalmente combinados.
Assim obterás um resultado muito mais interessante quando colocas essa mistura na tela (superfície a pintar)

O resultado é uma cor que é intrigante, que varia ligeiramente ao longo da área onde foi aplicada, não é plana e consistente.!

Outros temas que te podem interessar


Gostas deste artigo? Então partilha:
Recebe todas as actualizações no teu email...
Dicas e demonstrações para fazer de ti um melhor artista
E ainda, um Ebook "Termos Artísticos Ilustrado" ao subscrever