Desenho

Espaço negativo. Exercícios para entender melhor este conceito.

618 5

Espaço negativo. Entender este conceito pode melhorar os nossos desenhos e pinturas.
Para entender melhor este conceito vou apresentar alguns exemplos práticos.

Como já foi explicado num artigo anterior, a existência dos espaços positivos e negativos num desenho constituem uma ferramenta interessante para treinar no processo de aprendizagem, especialmente para principiantes.

Agora utilizaremos estes conceitos para aprofundar esta aprendizagem. O objectivo no exercício que se seque é enganar ao nosso cérebro lógico ao nosso favor de forma a facilitar o processo de aprendermos a ver como os artistas vem.

Espaço negativo. Exercício

O seguinte exercício consiste no seguinte: em lugar de desenhar um objecto, desenharemos o espaço que o rodeia. Desta forma vamos definir esse objecto!

Porque estaremos a enganar ao cérebro?
Porque ele está habituado a ver um objecto, defini-lo e pôr-lhe um nome passando imediatamente a recrear a imagem desse objecto que esta gravada no subconsciente.
Desta forma se cria uma interferência entre o que o cérebro aceita como a forma desse objecto e a verdadeira forma que pretendemos desenhar.

Exercício passo-a-passo:

Pegue numa folha de papel e desenhe uma cadeira tomando como exemplo qualquer uma das que se mostram nas imagens a seguir
Quando acabe de fazer este desenho não o critique nem opine sobre ele, simplesmente guarde-o. Falaremos dele no fim deste artigo.



cadeiras

A seguir, pegue em duas folhas tamanho A5 e desenhe em cada uma os seguintes desenho que se representam na Imagem-1 e Imagem-2
Quando acabe de os fazer, una os dois desenhos de forma que: a imagem-1 se mantenha na vertical e a imagem-2 fique virada 180º ou seja, como se diz popularmente de “canelas para o ar”

Deve reparar que a final desenhou também uma cadeira…mas sem dar por isso!!!

cadeira-3

Observações e Conclusão:

Achou fácil desenhar as cadeiras?

  • Se achou difícil fazer este desenho ou se ele não ficou igual ao original, é porque se esqueceu de ver as formas e viu uma cadeira. Então tentou representar a cadeira que tem pré-desenhada na sua cabeça
  • Achou difícil desenhar as formas representadas na Imagem-1 e Imagem-2?
    Seguramente não. Alias, tenho a certeza que achou facílimo…Porque? Porque o seu cérebro calculista não sabia o que estava a desenhar e concentrou-se a preencher áreas com o lápis. Sem saber, estava a representar uma cadeira, mas não aquela que esta guardada na sua cabeça, mas aquela que teve que reproduzir a partir da imagem.

Hoje já deu um passo a frente e com certeza começa a acreditar que de facto é fácil aprender a desenhar mesmo sem dar por isso…
Volte sempre para próximos artigos, exemplos, exercícios dicas e tutoriais.
E por favor, opine, deixe o seu comentário.  Gostaríamos de saber que o nosso esforço vale a pena…!



Gostas deste artigo? Então partilha:
Recebe todas as actualizações no teu email...
Dicas e demonstrações para fazer de ti um melhor artista
E ainda, um Ebook "Termos Artísticos Ilustrado" ao subscrever
Magaly Gouveia
Magaly Gouveia

Magaly GouveiaAutora do Blog

Amopintar" foi criado com o intuito de ensinar a desenhar e pintar...e partilhar conhecimentos, dicas, dúvidas e emoções, com quem tambem Ama Pintar!

Website
Artigos recentes
error: Content is protected !!