Artigos-Dicas-Conselhos

“Código Da Vinci”: 10 factos que não sabes sobre “A Ultima Ceia”

310 0

“Código Da Vinci”: Quase toda a gente já ouviu falar dele… Alguns já leram o livro e outros viram o filme.
Mas a verdade é que o poucas pessoas conhecem verdadeiramente alguns factos reais sobre a pintura que deu origem a este romance.

Sabes a que pintura me estou a referir?
Aquela que ficou tão conhecida graças ao romance criado por Dan Brown, onde se encontra escondido o código para o Santo Graal.

Estou me referindo “A ultima ceia” pintada por Leonardo Da Vinci.
Como já deves imaginar, a maior parte dos factos mencionados em aquele livro (Código Da Vinci), são pura ficção.

No entanto, aqui poderás encontrar respostas verdadeiras e reais para as perguntas mais comuns feitas sobre esta maravilhosa pintura, 10 factos que não sabes sobre “A ultima ceia” de Leonardo Da Vinci.

“código Da Vinci”:

10 factos que não sabes sobre “A Ultima Ceia” de Leonardo Da Vinci

 

#1 Porque Leonardo Da Vinci pintou “A Ultima Ceia”?

Da Vinci embarcou neste magno projecto, basicamente porque seu patrão assim lhe pediu.
Leonardo da Vinci trabalhou para Ludovico Sforza, Duque de Milão, por quase 18 anos (1482-1499).



O Duque decidiu que queria que esta cena religiosa particular de Jesus e os Apóstolos na Última Ceia fossem pintados. Leonardo, que não era estúpido, decidiu que pintar esta cena lhe traria sem dúvidas bons benefícios financeiros. E De facto assim foi!!

#2 Que tamanho tem esta pintura?

A pintura é enorme!!!
Esta pintura mede 4,60 x 8,80 mt. Ocupa uma parede grande inteira. Por tanto a dimensão real é muito diferente de aquela que nos apercebemos pelas reproduções dimensionadas para pendurar ordenadamente atrás do sofá da sala.

#3 Onde se encontra esta pintura?

O original de “A Última Ceia” está localizada em uma parede do refeitório (sala de jantar) do Convento de Santa Maria delle Grazie em Milão, Itália.

NOTA CURIOSA: Esta pintura, “A ultima ceia”” é a pintura religiosa mais reproduzida de todos os tempos. Já foi reproduzida em tudo, desde espelhos, almofadas, pratos, copos e até tapetes para o rato do computador.
Se Leonardo ainda estivesse vivo, seria milionário só por taxas de direitos de autor!

#4 Quanto tempo demorou Leonardo a pintar esta pintura?

Ele começou a trabalhar em 1495 e terminou “A Última Ceia” em 1498.
Três anos!. Pouco tempo na verdade, se considerarmos o indeciso e protelador que ele era. Pois, Leonardo era bem conhecido pela sua marcada tendência de adiar e deixar projectos inacabados.

#5 Porque a composição desta pintura é considerada de notável?

A razão mais importante talvez seja porque as personagens, ou seja os discípulos exibem emoções muito humanas e identificáveis.
Esta cena bíblica certamente já havia sido pintada antes. A versão de Leonardo, no entanto, foi a primeira a retratar pessoas reais agindo como pessoas reais.

Uma outra razão de grande importância é a qualidade da perspectiva técnica utilizada nesta pintura a qual é para a época, realmente incrível.
Nela podemos notar como cada elemento da pintura dirige a atenção para o ponto médio da composição, a cabeça de Cristo.

É indiscutivelmente o maior exemplo de uma perspectiva de ponto focal já criada.

#6 O que retrata “A última ceia”

Ao contrario do que tivesse sido descrito no “Código Da Vinci”, “A Última Ceia” é uma interpretação visual de Leonardo sobre um evento crónico em todos os quatro Evangelhos (Novo Testamento cristão).



Na noite anterior a Cristo ser traído por um de seus discípulos, ele os reuniu para comer, disse-lhes que sabia o que estava por vir. Lavou os pés num gesto que simbolizou que todos eram iguais aos olhos de Deus.

Ao comerem e beberam juntos, Cristo deu aos discípulos instruções explícitas sobre como comer e beber no futuro, em memória dele. Foi essa a primeira celebração da Eucaristia, um ritual ainda realizado hoje em dia pelos católicos cristãos.

Especificamente, “A última ceia” descreve os próximos segundos desta história. Depois que Cristo deixou cair a bomba de que um discípulo o trairia antes do nascer do sol, todos os 12 apóstolos reagiram a notícia com diferentes graus de horror, raiva e choque.

#7 Quem são as pessoas retratadas na pintura “A ultima ceia”

Se olharmos para a imagem da esquerda para a direita, temos:

  • Bartolomeu, Tiago (filho de Zebedeu) e André formam um grupo de três. Todos estão horrorizados, principalmente André que levanta as mãos num gesto de “para!”
  • Judas, Pedro e João são o próximo grupo de três. Judas, como podes notar, tem o rosto na sombra e está agarrando uma pequena bolsa (de prata?). Pedro está visivelmente irritado e João, de aparência feminina, está prestes a desmaiar.
    Segundo este João e Jesus, se esconde o segredo do Santo Graal… Grande imaginação!
  • Cristo ao centro, é a calma no meio da tempestade.
  • Tomé, Tiago (filho de Alfeu) e Filipe são os próximos. Tomé está claramente agitado, Tiago atordoado e Filipe parece estar a procura de esclarecimentos.
  • Mateus, Tadeu e Simão compreendem o último grupo de três figuras. Parece que, quando uma situação se torna feia, Simão é quem procura as explicações.
#8 Porque a pintura está caindo aos pedaços?

Como já mencionamos sobre Leonardo Da Vinci, uma das suas mais ressaltantes características é a de ser inventor.

Sempre a investigar e a procura de novidades, ele tentou usar novos materiais para “A ultima ceia”.
Em vez de usar tempera sobre gesso molhado (um método de pintura ao ar livre e que funcionou com êxito durante séculos), ele pensou em trabalhar sobre gesso seco.

A sua experiência trouxe como resultado uma paleta de cores mais variada, que foi originalmente a sua intenção. No entanto, não considerou (porque, quem sabia?), que esse método não era duradouro.

O emplastro pintado começou a escorrer da parede quase que imediatamente, e desde então muitos artistas ao longo do tempo têm tentado restaurá-lo.

#9 Jesus não tem pés. Porque?

De certeza que Leonardo pretendia que Jesus tivesse os pés e de facto, até os pintou.
Mas acontece que, por volta de 1650, uma alma sem nome e mal enraizada, em uma missão para inserir outra porta no refeitório, aparentemente decidiu que o único ponto lógico para a dita porta estava em cheio no meio daquela parede.

Se calhar até nos podemos considerar sortudos por não terem pensado em abrir mais portas e janelas no refeitório…

#10 Aquela historia sobre “A ultima ceia”. É verdade?

Qual historia?.
Aquela que deambula por ai e que conta que Leonardo pintou primeiro a Jesus depois de procurar muitos meses pelo modelo perfeito?
E então, anos depois de pintar os 11 outros discípulos, procurou ainda mais exaustivamente pelo modelo perfeito para Judas?
E (incrivelmente) a mesma pessoa acaba por ser o modelo para ambos?… Essa história?

Bom. Essa historia não é verdade por muitos motivos. Esta historia, assim como aquela contada no romance “Código Da Vinci” é mais outra ficção embebida desta vez com uma intenção de moral.

Mais artigos curiosos e interessantes

Aquela historia sobre “a ultima ceia”

Quando Leonardo da Vinci estava pintando a sua obra-prima, “A Última Ceia”, ele seleccionou como modelo para a personagem de Cristo um jovem pelo nome de Pietri Bandinelli, cantor no coro da Catedral de Milão.

Os anos passaram antes que o excelente quadro fosse concluído. Quando a personagem de Judas Iscariotes teve que ser pintada, Leonardo andou a procura do seu modelo e o encontrou nas ruas de Roma.
Este homem com os ombros dobrados para a frente, com uma expressão de frieza, endurecido, maligno, parecia oferecer as características necessárias que o artista necessitara para a personagem de Judas.

Uma vez no estúdio, o modelo começou a olhar ao redor, como se lembrasse pormenores já vistos anteriormente. Finalmente, ele se virou para Leonardo e com um olhar triste, ele disse: “Maestro, você não se lembra de mim? Eu estive neste estúdio há vinte e cinco anos a posar para si quando pintou Cristo “.

ORIGENS DA HISTORIA:
Pouco sabemos realmente sobre as circunstâncias que envolveram a criação de “A Última Ceia”. No entanto, esta historia é evidentemente suspeita.
Em primeiro lugar, porque da Vinci não levou vinte e cinco anos, para completar seu trabalho. Provas documentais demonstram que começou em 1945 e acabou em 1948.
Não existem registos de que Leonardo tivesse utilizado modelos para as personagens de “A Última Ceia”.
A razão é simples: Pela dimensão da pintura e estando ela colocada sobre uma enorme parede a 2 metros de altura, seria impossível utilizar modelos dias e dias como se costuma fazer quando pintamos uma tela de menor dimensão.

MORAL DA HISTORIA
Este conto é simplesmente uma alegoria religiosa Cristã dirigida a aqueles que negaram a crença em Jesus Cristo e que alerta sobre a decadência espiritual interna metaforizado nesta historia por uma decadência física.

O escritor ou inventor desta historia criou uma mensagem a volta de um facto histórico para dar-lhe um impacto adicional, alcançando no entanto, o oposto do que ele pretendia: os leitores agora se concentram na verdade literal da alegoria em vez de sua mensagem.!!



Gostas deste artigo? Então partilha:
Recebe todas as actualizações no teu email...
Dicas e demonstrações para fazer de ti um melhor artista
E ainda, um Ebook "Termos Artísticos Ilustrado" ao subscrever
Magaly Gouveia
Magaly Gouveia

Magaly GouveiaAutora do Blog

Amopintar" foi criado com o intuito de ensinar a desenhar e pintar...e partilhar conhecimentos, dicas, dúvidas e emoções, com quem tambem Ama Pintar!

Website
Artigos recentes
error: Content is protected !!